A alimentação durante os primeiros meses de vida. - Doutor das Crianças - Guia Médico

22 Janeiro 2018
Categoria:
Alimentação
Comentários:  0
A alimentação durante os primeiros meses de vida. - A alimentação durante os primeiros meses de vida.




é normal o umbigo de bebe cheirar dois dias depois d nascimento,rastreio doenças metabólicas dias.




Durante os primeiros meses de vida, a criança é especialmente sensível, pois os seus órgãos ainda estão em fase de amadurecimento. No momento do nascimento, o aparelho digestivo está preparado para ingerir o leite materno e se este tipo de alimentação não for possível, deverá ser substituído por fórmulas cuja composição se assemelhem ao leite materno. Como já referi noutros capítulos, a alimentação do recém-nascido não deve preocupar a mãe.

O bebé possui desde os primeiros dias de vida capacidade para adequar a ingestão do leite às suas necessidades, regulando os seus horários e as quantidades em cada toma. Se optar pelo aleitamento materno, recorde que a secreção do leite é estimulada basicamente pela sucção, pelo que é fundamental colocá-lo ao peito logo nas primeiras horas de vida. O leite materno é o alimento ideal desde o nascimento até ao quarto ou quinto mês, quando existe uma quantidade adequada. Cerca de 800 ou 1000 cc por dia de leite garantem o correto crescimento do bebé até aos cinco meses de vida. E surpreendente ver como, a partir do primeiro mês, o bebé ajusta a quantidade de leite que ingere à densidade calórica deste.

Ou seja, quando o leite é mais denso e rico em calorias, mama menos do que quando o leite contém menos calorias. O elevado conteúdo de gordura e, portanto de calorias que o leite materno possui, permite satisfazer as necessidades energéticas do recém-nascido com um volume limitado.

Durante os primeiros dois ou três dias, a glândula mamária produz um líquido chamado colostro que, pelo seu aspeto, pode parecer pouco nutritivo, mas que proporciona substâncias importantes, como as imunoglobulinas. que servem de defesa em relação a possíveis infeções do meio ambiente.

A partir do segundo ou terceiro dia, inicia-se a produção de leite, que contém todas as substâncias nutritivas necessárias para o desenvolvimento correto do lactente, ao mesmo tempo que lhe proporciona fatores de defesa. Os horários das mamadas não têm que ser rígidos, já que o bebé é capaz de regular as suas necessidades. A título de orientação, pode começar por colocá-lo ao peito aproximadamente de três cm três horas, adiantando a hora se o bebé chora, e acalma quando mama, e atrasando-a quando está a dormir.

Durante a noite, a maior parte dos recém-nascidos faz uma pausa que varia de bebé para bebé. Também o tempo que deve permanecer ao peito varia conforme as características de cada um. Há os que são “glutões” e ansiosos e os que são “lentos” c calmos, sendo ambos perfeitamente normais. De início, pode colocá-lo durante dois ou três minutos em cada peito e ir aumentando o tempo gradualmente.

Muitas vezes o bebé adormece durante a mamada, ou porque já mamou o suficiente ou simplesmente pelo prazer que mamar lhe dá. Quando isso acontece no início da mamada, convém acordá-lo, beliscando-lhe levemente o calcanhar para que continue a mamar. É recomendável começar pelo último peito que se ofereceu na mamada anterior para que o estímulo seja igual nas duas glândulas, visto que o bebé., normalmente, mama com mais energia no primeiro peito.

O lactente tem grande facilidade para engolir ar e uma certa dificuldade para o libertar. Quando mama sofregamente, porque atrasou a hora da mamada ou porque mamou durante muito tempo sem arrotar no meio, engole mais ar. Fazer duas ou três pausas e ajudá-lo a arrotar, colocando-o ao ombro ou sobre os joelhos, favorece a libertação do ar antes que chegue ao intestino e o dilate provocando uma cólica.

Também pode acontecer que com o arroto saia uma golfada de leite. Estes pequenos vómitos denominam-se regurgitações e não têm importância nem repercussão no desenvolvimento do lactente. A maioria dos bebés têm-nas durante os primeiros três meses de vida e não devem ser motivo de inquietação, porque é normal.

Compartilhar:
follow subscribe - A alimentação durante os primeiros meses de vida.