A chegada a casa - Doutor das Crianças - Guia Médico

27 Setembro 2016
Comentários:  0
40. A Chegada a casa - A chegada a casa




salario pediatra portugal,legenda para fotos de crianca sorrindo,Sonhar com varias cobra morta e seca,pediatra dr raul coelho consulta,dr raul coelho pediatra faro horário de consulta,dr raul coe,vida roubada livro pdf,as composiçoes do paracetamol,leite materno qual idade guia do médico.




A chegada a casa é sempre estimulante embora constitua também motivo de alguma preocupação, uma vez que se por um lado vai gozar da presença do bebé por outro terá que se responsabilizar por ele.

E provável que esteja cansada e um pouco assustada e que, além do mal-estar físico pós-parto, também se sinta ligeiramente deprimida, como já referiu-se no capítulo anterior, mas são mais determinantes os aspetos positivos e aliciantes. Nos primeiros dias, é frequente a sensação de que o tempo não chega para tratar de tudo; mal se acaba de dar de mamar ao bebé, já são quase horas da seguinte toma e assim sucessivamente.

Nesta fase, além de prático, é muito agradável poder contar com alguma ajuda.

Se a sua mãe, uma irmã ou uma amiga se propuserem ajudá-la durante as primeiras semanas, não hesite e aceite; se não tiver nenhum familiar por perto e se tiver condições para tal, contrate alguém. Nos primeiros dias, o bebé vai absorver-lhe a maior parte do seu tempo, mas a pouco e pouco irá controlando a situação e simplificando tarefas, de modo a dispor de tempo adicional para poder gozar do bebe, o que lhe trará novas e satisfatórias experiências.

Compartilhar:
follow subscribe - A chegada a casa