Chuchar no dedo. A chupeta

11 Novembro 2016
Comentários:  0
32. A chupeta




Atraso Na Dentição Do Bebê,enfartamento gases e sono,sensaçao de enfartamento e arroto,agasalhar demasiado.




Num momento ou outro da infância todas as crianças chucham no dedo.

Algumas começam a chuchar de forma instintiva dentro do útero, mas a maioria fá-lo durante o período de recém-nascido. Por volta dos cinco meses, o bebé é capaz de agarrar em objetos e mete na boca tudo o que apanha, como forma de explorar as coisas que estão ao seu alcance. Por vezes, o chuchar nos dedos está associado à fome, cansaço ou sono e, a partir dos quatro ou seis meses, pode também estar relacionado com a erupção de algum dente.

A sucção nos dedos costuma atingir a sua intensidade máxima entre os dezoito e os vinte meses, sendo frequente o bebé precisar de chuchar para conseguir adormecer.

Nas crianças mais crescidas, tentou-se relacionar esse facto com sentimentos de timidez. Freud, pai da Teoria da Psicanálise, dizia que chuchar o polegar constitui um modelo de manifestações sexuais infantis. O bebé prefere a sua própria pele a qualquer outro objeto porque, assim, se sente independente do mundo exterior que ainda não consegue controlar.

Tem-se igualmente discutido se o chuchar poderá significar uma insatisfação ao fim das mamadas, já que ficou demonstrado ser mais frequente entre bebés alimentados cada quatro horas do que naqueles que seguem um regime mais livre e ainda mais habitual entre os alimentados artificialmente do que nos alimentados ao peito.

É um facto que nem todos os bebés têm o mesmo grau de instinto para a sucção.

Não existe nenhuma explicação plausível que abranja todos os casos mas é possível que a causa que induz à sucção também varie com a idade e com as circunstâncias genéticas e ambientais de cada um. Em resumo, não devemos esquecer que o desejo de sucção é fundamental para a sobrevivência do recém-nascido, porque lhe garante a possibilidade de se alimentar corretamente. Verifica-se que aproximadamente oitenta por cento dos bebés chucham no dedo mesmo sem fome, pois isso fá-los sentirem-se bem, e acontece que chucham mais à medida que diminui o aleitamento – com o biberão ou ao peito.

A sucção do polegar não deve ser considerada como um sintoma negativo nos lactentes. Geralmente, os que chucham no dedo são bebés bem adaptados e felizes.

Chuchar o polegar pode produzir alterações na implantação dos dentes; todavia, a deslocação que por vezes se observa nos dentes de leite não tem repercussão nos dentes definitivos.

Só quando se prolonga para além dos seis anos pode alterar a eclosão dentai.

O chuchar no polegar antes dos quatro anos não deve ser considerado patológico.

A chupeta é uma medida válida e aceitável como alternativa para satisfazer os desejos de sucção do bebé, podendo igualmente servir para o tranquilizar, evitando assim a persistência da sucção do polegar. A chupeta pode ser dada desde os primeiros dias de vida pois não existem razões válidas que a desaconselhem.