Corpos estranhos e engasgamento

9 Julho 2014
Categoria:
Primeiros socorros
Comentários:  0
46. Corpos estranhos




Atraso Na Dentição Do Bebê,enfartamento gases e sono,sensaçao de enfartamento e arroto,agasalhar demasiado.




A criança mais pequena tem tendência para meter na boca tudo o que apanha à mão.

É importante prevenir a possibilidade de pegar em pequenos objetos, como moedas, alfinetes, pilhas e frutos secos e os leve à boca e engula sem ter consciência do perigo. Se depois de engolir alguma coisa, a criança se mantiver calma e não tiver dificuldade em respirar, tossir, nem se queixar de dores no peito, é muito possível que o objeto engolido se encontre no estômago e seja eliminado naturalmente através das fezes uns dias depois.

No entanto, apesar de tudo estar aparentemente bem, convém informar o médico sobre a natureza do objeto e cumprir as suas instruções. As pilhas pequenas e redondas dos relógios e outras peças elétricas não devem ser deixadas ao alcance das crianças, porque é fácil que ela as meta na boca e engula. Podem ser perigosas, sobretudo quando estão usadas, já que permanecem muito tempo no tubo digestivo e podem abrir-se e libertar substâncias tóxicas. E fácil que a criança introduza acidentalmente algum objeto nos ouvidos ou no nariz. Em geral, não costuma ser muito perigoso, mas é preciso cuidado ao tentar extraí-lo para não o empurrar mais para dentro.

E sempre preferível ir ao médico para que seja ele a fazer a extração. As espinhas de peixe e os ossos pequenos de frango podem causar problemas se forem engolidos pelo que estes alimentos devem ser bem desfiados antes de serem dados à criança.

Quando uma criança se engasga com um corpo estranho ou com um bocado de comida e consegue tossir, chorar ou falar, o melhor ê deixar que os seus próprios reflexos se encarreguem de eliminar a obstrução.

Quando não consegue emitir sons ou apresenta sérias dificuldades em respirar, é necessário aplicar com urgência as medidas de primeiros socorros para prevenir a asfixia e, se possível, avisar em simultâneo um médico ou chamar uma ambulância. Não é recomendável introduzir os dedos na boca da criança para tentar extrair o corpo estranho, pois existe o risco de o empurrar mais para o fundo.

Se conseguir ver o objeto na garganta pode tentar retirá-lo metendo o dedo indicador dobrado. As técnicas para ajudar a criança engasgada variam conforme a idade.

Técnicas para as crianças com mais de um ano (técnica de Heimlich)

1. Coloque-se de pé, atrás da criança, passando os braços por debaixo das axilas c rodeando-lhe o tórax.

2. Coloque o punho no meio do abdómen, ligeiramente acima do umbigo.

3. Segure o punho com a outra mão e realize uma série de cinco compressões rápidas até acima evitando que o punho encaixe nas bordas das costelas.

4. Se depois de efetuar várias séries de cinco compressões o corpo estranho não for extraído, dirija-se o mais rapidamente possível ao serviço de urgências mais próximo.

Técnicas para crianças com menos de um ano
1. Coloque a criança com a cabeça para baixo, apoiada sobre o antebraço da pessoa que efetua a manobra. O antebraço deve estar apoiado sobre as coxas, mantendo a cabeça da criança mais baixa do que o resto do corpo e ligeiramente inclinado para um lado.

2. Aplique, com a palma da mão, cinco golpes fortes na parte superior das costas da criança, entre as omoplatas.

3. Uma vez terminada a série de cinco golpes, coloque a mãolivre sobre as costas e a cabeça da criança para conseguir que o seu corpo fique bem seguro entre as suas duas mãos.

4. Rode a criança, colocando-a de boca para cima sobre as coxas, sempre com a cabeça mais baixa que o corpo e ligeiramente de lado.

5. Efetue cinco compressões sobre a parte média do peito.

6. Se depois de efectuar várias vezes esta operação não conseguir eliminar a obstrução, dirija-se rapidamente ao serviço de urgências mais próximo.