Funcionamento intestinal

7 Julho 2016
Comentários:  0




Atraso Na Dentição Do Bebê,enfartamento gases e sono,sensaçao de enfartamento e arroto,agasalhar demasiado.




Durante os primeiros meses, as fezes variam de acordo com o tipo de alimentação do bebé. Se for unicamente alimentado ao peito as fezes serão pegajosas e moles, podendo, eventualmente, ser confundidas com diarreia. Um bebé alimentado ao peito faz, habitualmente, entre quatro e seis dejeções por dia, escassas, com um aspeto mole, e por vezes com um pouco de muco esverdeado, geralmente depois de mamar. Embora não seja normal, o bebé alimentado ao peito pode sofrer de prisão de ventre. Esta situação não é importante, mas é necessário verificar se a escassez das dejeções não significa que está a receber pouco alimento.

Os bebés submetidos a alimentação artificial costumam ter fezes mais consistentes e uma maior tendência para a prisão de ventre. A administração de água entre as tomas e, nos casos mais rebeldes, uma pequena quantidade de sumo de frutos com polpa (por exemplo, laranja ou uva) costuma ser suficiente para resolver o problema.

Quando a prisão de ventre persiste é necessário consultar o médico.

A cor das fezes constitui frequentemente motivo de preocupação, principalmente quando são esverdeadas, no entanto esta cor não tem importância de maior. Se se tornam esbranquiçadas e moles, ou se são negras, deve consultar imediatamente o médico: a cor branca pode ser indício de problemas no fígado e a negra significa que existe sangue nas dejeções.

Uma diarreia, com fezes líquidas e abundantes, é muitas vezes acompanhada por falta de apetite e a criança fica abatida e irritável. Neste caso é imprescindível consultar de imediato o médico, pois os lactentes quando têm diarreia desidratam-se facilmente, principalmente se não bebem líquidos suficientes e têm vómitos.