O colesterol

13 Julho 2016
Categoria:
Alimentação
Comentários:  0
Colestrol




Atraso Na Dentição Do Bebê,enfartamento gases e sono,sensaçao de enfartamento e arroto,agasalhar demasiado.




Uma preocupação da época em que vivemos, consequência dos conhecimentos científicos e condicionada também pelos hábitos alimentares e o tipo de vida, é o controlo dos níveis de colesterol que circulam no sangue. Atualmente, conhece-se bem a relação entre os altos níveis de colesterol no sangue e o risco acrescido de padecer de uma doença coronária.

Uma dieta variada oferece maior garantia de um crescimento normal e nenhum alimento, incluindo as gorduras, deve ser considerado inadequado quando ingerido em quantidades apropriadas. Cerca de metade das calorias que uma criança ingere enquanto é exclusivamente alimentada ao peito provém da gordura do leite materno. Com a introdução dos alimentos sólidos, a percentagem de calorias acrescidas pelas gorduras diminui progressivamente, situando-se nos trinta por cento, entre os dois e os ires anua.

As gorduras proporcionam muitas calorias, imprescindíveis nesta fase de crescimento rápido e de elevadas  necessidades nutritivas, pelo que não devem ser restringidas em circunstância alguma. Os leites desnatados não devem ser introduzidos antes dos oito anos, a não ser em casos de obesidade, prévia verificação das quantidades de vitaminas lipossolúveis (A,D,E) e sob controlo médico.

A preocupação pelos níveis de colesterol não deve levar os pais a sujeitar a criança a controlos desnecessários. Estes só devem ser efetuados em crianças com mais de dois anos, cujos pais ou avós sofram de doença coronária antes dos cinquenta e cinco anos ou tenham níveis elevados de colesterol no sangue.

Os valores normais de colesterol variam com a idade e o sexo. Geralmente, aceitam-se como adequados níveis sanguíneos inferiores a 200 mg/dl em crianças e até 250 mg/dl nos adultos. Cada dia há mais informação disponível  sobre o conteúdo de gordura e colesterol nos alimentos, podendo os pais e inclusive as próprias crianças e adolescentes saber quais os alimentos que contêm maiores quantidades de gordura e colesterol o que os ajudará a orientar os seus hábitos alimentares de forma mais saudável.