Picadelas e mordeduras - Doutor das Crianças - Guia Médico

27 Abril 2017
Categoria:
Primeiros socorros
Comentários:  0
Picadelas e mordeduras - Picadelas e mordeduras




belowwhp,truckfgn,aside2eh.




As picadelas podem causar lesões, de maior ou menor gravidade, dependendo do inseto e da reação específica de cada criança. A picadela de mosquito não requer nenhuma medida especial, embora convenha evitar que a criança coce, pois pode infetar a lesão.

As picadelas de outros insetos, como as vespas, costumam ser dolorosas e, por vezes, provocam reações locais ou generalizadas que requerem observação médica. Para as acalmar, é útil aplicar um pano embebido em amoníaco sobre a zona.

No caso de picadelas de insetos desconhecidos ou quando a pele da criança apresenta uma reação excessiva, é necessário consultar o médico para que aconselhe o tratamento adequado. As mordeduras mais frequentes são as dos cães.

Devem ser sempre examinadas imediatamente pelo médico e as vacinas do animal controladas, de forma a poder despistar a possibilidade de a criança contrair a raiva.

As arranhadelas de gato costumam ser inofensivas, mas por vezes produzem aquilo que se conhece por doença do arranhão de gato, que se caracteriza pelo aparecimento na zona da lesão de um vermelhidão quente, com a presença simultânea de um gànglio também inflamado, seja na axila, se o arranhão foi no braço, ou na virilha, se foi na perna.

Embora não tenha gravidade, a criança deverá ser observada pelo médico.

As mordeduras de outros animais menos habituais deverão igualmente ser observadas pelo médico.

Compartilhar:
follow subscribe - Picadelas e mordeduras