Primeiros socorros - Doutor das Crianças - Guia Médico

21 Abril 2018
Categoria:
Primeiros socorros
Comentários:  0
Primeiros socorros 11 - Primeiros socorros




aside2eh,largestbm7,pour27y,needleqfu,land4fp,EXPLICAR ÀS CRIANÇAS O NASCIMENTO,é normal o umbigo de bebe cheirar dois dias depois d nascimento.




O termo reanimação emprega-se para descrever as tecnicas utilizadas para tentar fazer voltar a si alguém que está inconsciente e não respira. Estas operações incluem: a abertura da via aérea, a respiração boca-a-boca e a massagem cardíaca. Se a criança não respira deve iniciar-se a reanimação e persistir até que chegue o médico ou comece a respirar sozinha.

Abertura da via aérea

Esta técnica é imprescindível para fazer com que o ar chegue sem obstáculos aos pulmões. Deve ser sempre o primeiro passo em qualquer reanimação. Para a efetuar é necessário:

1. Colocar a criança de boca para cima, sobre uma superfície dura e plana com os braços esticados ao longo do corpo

2. Esticar-lhe o mais possível a cabeça para trás, colocando uma das mãos sobre a testa e com a outra”, abrir-lhe a boca c extrair-Ihe qualquer corpo estranho ou restos dos alimentos. Puxar-lhe a língua para fora, de forma a impedir que deslize para trás e obstrua a passagem do ar.

3. Comprovar se respira da seguinte maneira: ponha o ouvido muito perto da boca e do nariz da criança e ao mesmo tempo olhe para o peito dela. Se respirar, verá como o peito se move e ouvirá e sentirá a sua respiração na sua cara. Não lhe mexa e continue simplesmente a controlar a respiração.

4. Se não respirar, depois de lhe ter colocado a cabeça para trás, olhe de novo para dentro da boca para ver se não há nada que esteja a bloquear a via aérea. Rode a cabeça da criança com cuidado e introduza o seu dedo indicador dentro da boca para ver se encontra alguma coisa. Se a criança for pequena, é melhor colocá-la de boca para baixo e dar-lhe umas pancadinhas nas costas até que expulse o que está a a causar a obstrução.

5. Se a criança respirar, o seu coração também baterá, mas se não conseguir que faça ambas as coisas, dê rapidamente início à respiração boca-a-boca.

Respiração boca-a-boca

Esta técnica deve ser utilizada sem demora sempre que o paciente não respira, em qualquer local e efetuando os passos seguintes:

1. Coloque a criança de boca para cima sobre uma superfície dura e lisa e ajoelhe-se à altura dos seus ombros.

2. Limpe a via aérea como foi explicado anteriormente.

3. Abra a boca da criança.

4. Inspire profundamente, aspirando todo o ar que puder.

5. Junte a sua boca à da criança ao mesmo tempo que lhe tapa o nariz e lhe sopra suavemente, mas com firmeza, para dentro da boca ate ver o peito dela levantar-se.

6. Repita a manobra três vezes, tão depressa quanto possível, esperando entre cada respiração que o peito baixe. Retire a boca ao terminar para permitir que a criança expulse o ar.

7. Oiça os batimentos do coração encostando o seu ouvido ao peito da criança.

8. Se o coração bater, continue a fazer a respiração boca-a-boca a um ritmo aproximado de quinze respirações por minuto, até que a criança possa respirar sozinha.

9. Se o coração não bater, comece a fazer a massagem cardíaca.

Massagem cardíaca externa

Esta técnica uti!iza-se quando a criança está inconsciente, não respira c não se ouve o batimento cardíaco depois de se ter iniciado a respiração boca-a-boca. É importante fazer a massagem porque se o coração não bater o oxigénio que se introduz com a respiração boca-a-boca não chegará ao cérebro e provavelmente poderão produzir-se danos irreparáveis depois de vários minutos sem oxigénio.

A melhor maneira de comprovar se o coração bate é verificar o pulso ou tentar ouvir os batimentos cardíacos, encostando o ouvido ao peito da criança.

1. Se o coração deixou de bater, coloque a criança sobre uma superfície dura e lisa e ajoelhe-se a um lado em frente do peito dela.

2. Ponha uma das mãos a meio do peito, mais ou menos entre os mamilos. Coloque a outra em cima, entrelaçando os dedos de ambas e pressione firmemente com a palma da mão que está sobre o peilo da criança, mantendo os braços rígidos, sem dobrar os cotovelos. Comprima quinze vezes seguidas; depois faça-lhe duas respirações boca-a-boca e repita as quinze compressões sobre o esterno.

3. Continue com esta sequência de quinze compressões seguidas de duas respirações boca a boca durante aproximadamente um minuto, pare e volte a verificar se existe batimento cardíaco ou pulso.

4. Se persistir a ausência de batimento cardíaco, retome as compressões, quinze seguidas, alternando com as duas respirações boca-a-boca, até que chegue a ambulância ou o coração comece a bater sozinho.

5. Se a criança tiver batimento cardíaco mas não respirar, mantenha a respiração boca-a-boca.

Nas crianças mais pequenas, a massagem cardíaca será realizada com os dedos médio e anelar, a um ritmo de cinco compressões, alternadas com uma respiração boca-a-boca.

É recomendável que tanto os pais como as pessoas que tomam conta de crianças aprendam estas técnicas.

Compartilhar:
follow subscribe - Primeiros socorros