Um mundo próprio - Doutor das Crianças - Guia Médico

6 Janeiro 2018
Comentários:  0
Um mundo próprio - Um mundo próprio




dorto alco,anything,pediatra carlos simões quinta do conde,dr maurilio - pediatra em beja contacto,legendas para fotos de criança,DENTIÇÃO DAS CRIANÇAS,legenda para foto de bebe sorrindo,legenda para foto de criança sorrindo,legenda para foto de filha sorrindo.




Entre os seis e os doze anos, a criança cresce a um ritmo relativamente constante até se dar o “esticãoda puberdade. O aumento de peso é de 3 a 3,5 kgs por ano e o crescimento de 5 a 6 cm por ano. Por sua vez, o crescimento da cabeça é muito lento, sensivelmente 2 a 3 cm entre os cinco e os doze anos. A partir dos doze anos, o cérebro tem já o tamanho do de um adulto. Durante estes anos, continua o crescimento dos ossos faciais e produz-se um endireitamento da coluna, o corpo toma-se flexível e a atividade física é vigorosa, embora seja ainda frequente a criança adotar posições encurvadas que podem preocupar os pais.

Por votla dos seis ou sete anos, nascem os primeiros dentes definitivos; são os molares dos seis anos que servem para estabilizar o arco dentário. Deles depende, em grande parte, a disposição ordenada e definitiva dos outros dentes. E importante vigiar a higiene oral e tratar sem demora as cáries, para evitar a extração dos dentes. Nesta fase, o tecido linfático alcança o seu desenvolvimento máximo. As infeções das amígdalas são frequentes, mas a sua extração, sempre que for possível, é de evitar. Também as infeções das vias respiratórias são frequentes nesta fase e os sintomas são já muito semelhantes aos do adulto.

A criança torna-se cada dia mais independente e procura o seu próprio mundo, impondo uma distância em relação aos pais. Tenta demonstrar menos o seu carinho e quer ser tratada como uma pessoa crescida.

Procura a companhia de outras pessoas e aprender com elas. Diverte-a adquirir novos conhecimentos e mostra-se orgulhosa dos seus progressos escolares. A escola deve proporcionar-lhe um ambiente calmo para iniciar uma aprendizagem regular. As tarefas escolares dão-lhe a oportunidade de desenvolver a sua destreza e competência.

E necessário estar atento a eventuais problemas causados por atrasos intelectuais que, se não forem tratados cedo e adequadamente, podem provocar sentimentos de fracasso que mais tarde serão difíceis de eliminar. Desenvolve-se agora a capacidade de relacionamento e é importante ajudar a criança a sentir-se à vontade e a gostar da companhia de outras crianças.

E altura de permitir que traga amigos para brincar em casa e, ocasionalmente, convidá-los para almoçar ou jantar e mesmo para dormir. A escola, onde a criança passa muito tempo com outras crianças e adultos que não são seus familiares, facilita-lhe ainda o desenvolvimento social dando-lhe a possibilidade de se tornar independente. Descobre que é apreciada e julgada pelas suas capacidades e pelo seu comportamento e que já não tem totais garantias de aceitação, como tem em casa.

Nesta idade, desenvolve-se de uma forma impercetível o código ético. Aprende rapidamente novas brincadeiras e quer ser rigorosa no cumprimento das normas. Esta tendência para respeitar as regras do jogo e para castigar o seu incumprimento é um bom treino para mais tarde aprender a espeitar as regras da sociedade. A pouco e pouco, desenvolve o sentido da amizade que nesta idade é acompanhado pelo desejo de partilhar segredos num mundo próprio de crianças ao qual os adultos não têm acesso.

Compartilhar:
follow subscribe - Um mundo próprio